This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

Slider

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.
Loading...

Patrono

/Patrono
Patrono 2017-08-29T00:21:49+00:00

António José de Oliveira Júnior (1864-1935)

António José de Oliveira Júnior (1864-1935) nasceu a 17-4-1864, em S. João da Madeira. (…) Começou a vida como modesto aprendiz de chapeleiro, numa pequena fábrica de seu pai. Ansioso de saber e elevar-se, dedica-se ao estudo do movimento operário da época, em grande ebulição revolucionária. (…)

Bem apetrechado nos conhecimentos de sua arte e com desejo irresistível de triunfar, consegue estabelecer-se aqui com uma modesta fábrica de chapelaria de sociedade com Álvaro Pardal, seu velho companheiro de trabalho.

Começou pelos fundamentos e conseguiu rasgar novos e vastos horizontes à indústria, introduzindo entre nós a indústria de chapéu de feltro, com a primeira máquina a vapor. As demais fábricas seguiram-lhe o exemplo e o centro fabril de S. João da Madeira dilatou-se e desenvolveu-se extraordinariamente.

Por fim, funda e ergue desde os alicerces esse monumento fabril que ali se ostenta à entrada da cidade e que é bem o retrato do Homem que o fez.

Cidadão prestantíssimo, foi um grande exemplo de tenacidade, trabalho e honra, agraciado pelo Governo, em 1930, com comenda de mérito e benemerência. No aspeto moral, verdadeiro apóstolo da caridade que consagrou a vida aos desprotegidos da sorte, como provedor da misericórdia local.

Foi um lutador, um patriota e benemérito da sua terra, militando na política, como vereador na câmara de Oliveira de Azeméis, pela independência  e progresso económico de S. João da Madeira.

Veio a falecer em 28-1-1935 e a ser homenageado com uma artéria principal da terra e com busto, à entrada do Hospital.

In  Fernandes, M. António (1996). São João da Madeira Cidade do Trabalho.  Edição da Câmara Municipal de S. João da Madeira. Pag. 191-192

Exames 2017MandarimTestes Conjuntos